"Às vezes a ignorância é benvinda."

Existem momentos em que ser superficial facilita a vida. Não é obrigatório ser intenso sempre. Buscar a essência da vida não é objetivo de todos. Aceitar isto faz parte de respeitar as escolhas alheias.

É como no filme Matrix, existe a escolha da pílula azul, que permite continuar na "ilusão".

Não saber um determinado assunto significa não se envolver com o que não é ligado a você diretamente. Muitas vezes serve como escudo pra não entrar em brigas desnecessárias. Afinal de contas, cada um tem seus problemas e deve-se ter cuidado para distinguir os seus.

Prefiro não saber a ter que mentir. É importante saber o que realmente importa para cada um.

Se o Neo tivesse uma vida repleta de felicidade dentro da Matrix, provavelmente tomaria a pílula azul e muitos questionariam essa atitude, eu não.

3 comentários:

Joyce disse...

Eu concordo com você quando você diz que certa ignorância é bem-vinda. Hoje, veja bem, eu disse: hoje. Nos dias atuais, sim, eu concordo e até digo mais: acho que a ignorância é caso de necessidade em certos momentos. É bom para manter a saúde mental. Agora, custou para eu chegar nesse ponto. Acho que isso é sábio. Se essa pergunta me fosse feita há uns 4 ou 5 anos, eu, com certeza, não hesitaria em dizer que querer ignorar é fuga, escapismo, sinal de fraqueza. É o velho chavão: com o tempo amadurecemos as idéias...é isso. Obrigada pelo comentário também!

www.mentesuspeita.blogger.com.br

Bobby disse...

Simplesmente perfeito; afinal de contas: "De ilusão também se vive". A busca incessante por qualquer coisa que seja, nos rouba o tempo de aproveitar essa "ignorância" chamada vida. www.h18.blogger.com.br

Josy disse...

é... mentir sempre é a pior escolha.
seja você mesmo, independente do que faça.
Ótimo dia!
Bj!